A importância do uso de EPIs no ambiente de trabalho

0
59

O Equipamento de Proteção Individual (EPI) é toda ferramenta ou produto, que tem por finalidade garantir a saúde e proteção do trabalhador, evitando assim consequências graves caso este sofra algum tipo de acidente em seu posto de trabalho.

Estes equipamentos podem ser óculos, jalecos, luvas, sapatos de proteção, capacetes etc.

São diversas profissões que necessitam do uso do EPI, como mecânicos, ferramenteiros, eletricistas, serralheiros, soldador, trabalhadores de laboratório, mar¬ceneiros, forneiros, entre outros. Para que uma empresa possa oferecer os melhores equipamentos para seus funcionários, é de extrema importância que seja elaborado um estudo de risco ocupacional.

Como explicam Nádia da Silva e Paulo Antonio da Silva, ambos diretores comerciais da EPI Express, existem diversas outras situações em que o uso do EPI é necessário. “Sempre que as medidas de ordem geral não ofereçam completa proteção contra riscos, ou doenças causadas pela profissão”, explicam eles.

A pessoa responsável por regulamentar e orientar a empresa junto com seus funcionários, sobre o uso dos equipamentos de proteção é o técnico de segurança no trabalho.

É ele que detém o conhecimento sobre normas técnicas e procedimentos de segurança e questões envolvendo a saúde ocupacional. “Ele é um profissional especialista na segurança do trabalho, e é regulamentado pela portaria nº3214 do ministério do

Trabalho, de 08 de junho de 1978. É ele quem faz todo o controle de uso e compra de EPIs, além de todos os outros procedimentos de segurança como liberação de trabalhos de risco como os feitos em altura, ou com produtos químicos”, conta Antonio da Silva, que também é técnico em segurança do trabalho.

Caso haja a danificação ou perda de um EPI, é de responsabilidade da empresa substituí-lo imediatamente.

Porém, é de responsabilidade do empregado zelar pelo bom estado do equipamento, utilizando-o somente para o fim a que foi destinado, além de ser de sua responsabilidade comunicar qualquer alteração em sua estrutura que o torne impróprio para o uso.

Todo Equipamento de Proteção Individual de fabricação nacional ou importado, antes de sua comercialização, deve passar por uma série de testes para garantir sua qualidade que é indicado pelo Certificado de Aprovação (CA). Entretanto, todo equipamento possui uma vida útil, que gira em torno de cinco anos, dependendo do estado em que é armazenado, sem que nunca tenha sido feito seu uso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui